Notícias

IEL: Conselho Consultivo do Fórum de Carreiras da Bahia é instalado

28/04/2021 09:11

Como as instituições de ensino superior podem contribuir para desenvolver novas competências nos estudantes? Como melhorar a gestão de carreiras nas empresas com as equipes convivendo em ambientes digitais? São perguntas que ganharam relevância ao longo do último ano e são desafios presentes no cotidiano das empresas e das instituições de educação superior. Não por acaso, pautaram a primeira reunião do Conselho Consultivo do Fórum de Carreiras da Bahia.

Capacitação, novas carreiras, gestão das emoções, aproximação entre instituições de ensino superior e a indústria, trabalho remoto e empregabilidade estão entre os temas que o conselho definiu como prioridades para serem debatidos no âmbito do Fórum de Carreiras da Bahia.

Criado para atuar como uma comissão externa de aconselhamento e recomendações de medidas do Fórum, o Conselho Consultivo é formado por 14 integrantes, representantes de instituições de ensino superior, empresas, conselhos de classe e presidido pelo Instituto Euvaldo Lodi Bahia (IEL Bahia). Integrante do conselho, Érico Oliveira, superintendente de Desenvolvimento de Pessoas e Comunicação do Comitê de Fomento Industrial de Camaçari (Cofic) parabenizou o IEL Bahia pela iniciativa.

“O Cofic agradece a oportunidade de ter sido convidado a participar do conselho, que é voltado para algo que a gente considera de suprema relevância para o setor empresarial para tratar de carreira, tendência de mercado e vertentes de capacitação”, destaca. Érico Oliveira pontua que as carreiras precisam estar cada vez mais em consonância com o que pede o mercado em termos de requisitos profissionais, formação e qualificação técnica, além de habilidades comportamentais. “Com o conselho consultivo, o IEL consegue unificar este esforço e estas demandas e abrir a oportunidade para um debate rico, objetivo, bem conduzido e com a participação de diversos interlocutores do setor empresarial e de educação. O Cofic considera muito importante participar e saber que empresas associadas estão representadas neste fórum consultivo”, acrescenta.

Reitor do Centro Universitário Ruy Barbosa e Diretor Geral da Faculdade Área 1, o professor Rodrigo Vecchi também acolheu a iniciativa do IEL Bahia. Para ele, “é no coletivo que nos fortalecemos como área e nas construções conjuntas consolidamos projetos mais audaciosos e impactantes para a sociedade”. Na avaliação de Vecchi, transformar sonhos de estudantes por meio da formação profissional e atuação no mercado em realidade é uma responsabilidade muito grande para gestores de educação superior. “E é por meio de iniciativas como esta é que se torna possível criar intervenções para tornar estes sonhos tangíveis”, destaca.

Vecchi defende que “o desenvolvimento da carreira deve ser apoiado e incentivado por todas as organizações e nós, como Instituições de Ensino Superior tradicionais na cidade de Salvador, precisamos fazer parte, estreitando nossas ações com o mercado, aumentando, assim, as oportunidades aos jovens e profissionais para o mundo do trabalho. Nunca antes a inovação e o pensar disruptivo esteve em uma posição tão importante para que sejamos protagonistas de transformação social. Por iniciativas como a do IEL Bahia podemos fazer a real diferença", complementa o reitor.

Coordenadora do Centro de Carreiras da Unijorge, Paloma Motta, entende que a união entre as instituições de ensino, empresas, representantes de órgãos públicos e conselhos de classe é indispensável para a formação de jovens e profissionais capacitados e para o desenvolvimento de carreiras com foco nas novas demandas e desafios do mercado de trabalho no cenário atual. “A iniciativa de criação deste órgão consultivo envolve a participação ativa dos membros, através de um diálogo assertivo, identificando as reais necessidades de jovens e profissionais em busca de oportunidades no mundo do trabalho e ações que promovam o desenvolvimento de carreiras”, destaca. 

FÓRUM DE CARREIRAS

Formado por empresas, instituições de ensino, representante de estudantes, de órgãos públicos e conselhos de classes, Fórum de Carreiras da Bahia há 22 anos reúne-se para discutir assuntos relativos à carreira e suas legislações. O objetivo é disseminar boas práticas e uma maior conscientização, tanto do setor produtivo, quanto da área acadêmica.

O Conselho Consultivo chega com o propósito de manter o Fórum de Carreiras da Bahia sempre ágil e inovador, como destacou o superintendente do IEL Bahia, Evandro Mazo. Para ele, o objetivo principal é que ele atue para promover ações que valorizem e apoiem o desenvolvimento de carreiras, de jovens e profissionais em busca de oportunidades no mundo do trabalho. Na abertura da primeira reunião oficial do conselho consultivo, o superintendente do IEL Evandro Mazo lembrou a presença do IEL Bahia em todo o estado, nos seus 28 núcleos regionais.

Gerente de Negócios do IEL Bahia, Edneide Lima destacou que o Fórum de Carreiras, originalmente Fórum de Estágio, entra agora em um novo momento e inova ao criar um conselho consultivo, que agrega uma visão mais estratégica.

“Reitores, diretores do Fórum, estudantes e representantes das empresas esperam que o Fórum trace um norte para que os jovens, ao chegarem nas empresas, seja para um estágio, num programa de inovação profissional ou como aprendiz, possam se beneficiar de ações mais assertivas para o seu desenvolvimento e formação profissional graças às proposições que serão trazidas”, explica Edneide.

DIRETRIZES

Para ela, a instalação do Conselho Consultivo é um marco e, na primeira reunião, as contribuições foram muito ricas. A partir de agora, a ideia é seguir as diretrizes a partir dos temas escolhidos e que serão norteadores das atividades do Fórum ao longo do ano.

A próxima reunião do Conselho Consultivo será realizada em setembro. A ideia é que ela ocorra a cada seis meses, analisando as ações executadas e os direcionamentos futuros. Já o Fórum realiza reuniões bimestrais. “Como estamos vivendo um cenário de muitas mudanças, a proposta é que a gente entenda como buscar desenvolvimento com transformações tecnológicas e trabalhos híbridos. O Fórum vai justamente contribuir para que isso possa acontecer da melhor forma para o ensino e desenvolvimento das habilidades no trabalho. Queremos nos antecipar e entender as novas tendências”, acrescenta Edneide.

COMPOSIÇÃO DO CONSELHO CONSULTIVO DO FÓRUM DE CARREIRAS DA BAHIA